"Convivendo com os Animais e os Micróbios" - Oficina de Teatro

Sempre que uma criança coloca seu talento a serviço do mundo, cresce a esperança de uma vida melhor

Sempre que uma criança coloca seu talento a serviço do mundo, cresce a esperança de uma vida melhor
Sempre que uma criança coloca seu talento a serviço do mundo, cresce a esperança de uma vida melhor.

MICA 23 anos

SELECT YOUR LANGUAGE.






>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> SELECT YOUR LANGUAGE >>>>>>>>>>

Seguidores

Eu sou a dona de estimação da Ninah. Ninah é uma mestiça de perdigueiro, de pelos negros e brilhantes. Na verdade é a melhor cachorra do mundo.
Ninah apareceu na minha vida quando eu morava em Portugal. Foi em uma época bastante difícil, pois meu marido foi trabalhar por lá e eu tive que abandonar toda a minha vida para acompanhá-lo. Então, um dia, em um dos passeios que estávamos fazendo eu esbarrei em uma caixinha com algo se mexendo, algo muito pequeno, com mais ou menos 300g, pretinho e abandonado no frio. Peguei essa coisinha no colo e foi amor a primeira vista. Confesso que foi meio difícil convencer meu marido a deixar eu levá-la pra casa, mas acabei conseguindo. A partir daquele momento minha vida mudou, ganhei uma filhinha. Ficamos algum tempo em Portugal e depois partimos para a França. Ninah me ajudou a superar toda a saudade que eu sentia da minha família, que eu já não via há muito tempo. Ela preenchia minha vida de felicidade, e não só a minha, como a do meu marido e a de vários amigos brasileiros que, como eu, estavam longe de suas  famílias.
 Enquanto estivemos na Europa, Ninah conheceu conosco vários países, Suíça, Alemanha, Itália, Espanha, além de várias cidades da França, é claro. Oh, cachorrinha viajada!!
Quando voltamos para o Brasil, Ninah virou o xodó da família inteira, agora era um bebezão! Hoje Ninah está com 5 anos e 20 quilos. É uma cachorra linda, que chama a atenção de todos, quando passa na rua.
Para completar a nossa felicidade, Ninah ganhou um irmãozinho gente, que ela adora desde que estava na minha barriga. Meu filho está com 8 meses e meio e já não consegue viver sem a Ninah. Vai pela casa em busca de sua "abu",  como ele a chama, e sua maior alegria é quando Ninah está correndo e brincando feliz pela casa.
Algumas pessoas, principalmente as que não gostam de animais, me perguntam como posso manter um cachorro tão grande dentro de um apartamento e ainda com um bebê?! E então eu respondo: COM AMOR!
Essa é uma parte da história da minha Ninah!
Andréia Regina Pereira Soares